Detectando os 5 primeiros sintomas da doença de crohn

0
74

De acordo com a Fundação do Crohn e Colite, o Dr. Burrill Crohn, junto de seus colegas, Dra. Ginzburg Oppenheimer, primeira diagnosticada com a doença, no ano de 1932, que foi quem originou o nome da doença. A Doença de Crohn é um tipo de inflamação nos intestinos e possui sintomas similares a outra doença gastrointestinal chamada Colite Ulcerativa.

Portanto, é uma doença que pode ser ocultada ou diagnosticada de maneira inadequada, pois ela afeta uma área relativamente pequena do intestino, conhecida como íleo e entrada do cólon, além de possuir muitas semelhanças com outros tipos de doenças intestinais. A causa da Doença de Crohn não é reconhecida por especialistas médicos, mas há certas evidências de que ela seja causada por bactérias conhecidas como Micobactéria. Se os sintomas passarem despercebidos e não forem logo tratados, o indivíduo passará a sofrer de inflamações das paredes intestinais, o que vai levar ao mau funcionamento de todo o trato gastrointestinal. Isso vai se tornar uma grande e debilitante aflição, que pode levar a diversas complicações adicionais em outros órgãos do corpo, assim como outras doenças que podem incluir:

  • Câncer
  • Dores e inflamações nas costas
  • Dor nos olhos
  • Ruptura intestinal
  • Hepatite
  • Cirrose do fígado
  • Articulações artríticas
  • Ictericia dos olhos e pele

 causa da Doença de Crohn pode ser desconhecida, mas pesquisas médicas já conseguiram identificar alguns fatores assim como grupos de riscos que são mais suscetíveis a desenvolver a doença:

  • Qualquer pessoa com uma predominância hereditária Judaica Ashkenazi ou Caucasiana
  • Maior taxa da doença em canadenses
  • Pessoas realocadas de uma área de baixa altitude latitudinal para uma alta latitude em uma geração seguinte
  • Fumantes são mais propensos a desenvolver a doença https://factfile.org/10-facts-about-crohns-disease
  • Mesmo que a Doença de Crohn aconteça menos na África e na Ásia, pessoas nos Estados Unidos que estão neste grupo são as mais afetadas pela doença.

Existe uma série de sintomas acontecendo para se estar ciente de que estes são sinais de alerta da Doença de Crohn:

1. Perda de Peso Incomum

Juntamente com o surgimento da doença, vem um forte desinteresse nos alimentos. Isto resulta em uma rápida perda de peso na maioria dos portadores da Doença de Crohn. Desta maneira, a doença pode ser diagnosticada de maneira imprópria como desidratação, anemia, e o baixo consumo de nutrientes, que pode estar ligado diretamente a falta de alimentação apropriada. Dor abdominal associada com a Doença de Crohn pode fazer com que a pessoas não se alimentem adequadamente, o que vai causar uma perda de peso.

2. Diarreia Crônica

Quando estamos contaminados por qualquer vírus, ou até mesmo uma intoxicação alimentar, nosso organismo quer imediatamente eliminar o elemento estranho de nosso corpo através da diarreia. Este processo pode levar até uma semana inteira para eliminar completamente todas as toxinas. Mas, quando este problema é causado pela Doença de Crohn, a diarreia pode durar um mês inteiro, ou até mais do que isso, por causa da inflamação das paredes intestinais

3. Dor no “Estômago”

O que pode ser confundido com uma persistente dor no estômago, pode ser na verdade dores no interior das paredes intestinais do intestino delgado. Se a Doença de Crohn for a responsável por essa dor, ela será localizada exatamente abaixo do umbigo, perto do apêndice, além do íleo e da entrada do cólon. É quando às vezes é indevidamente diagnosticada como apendicite. Sendo assim, certifique-se de obter uma segunda opinião imediatamente caso a dor persista.

4. Erupções Cutâneas e Inflamações

Um dos maiores sintomas da Doença de Crohn é a inflamação. Ela não afeta apenas as paredes internas do intestino, mas também se manifesta na parte exterior do corpo, especialmente na pele. Pessoas com a Doença de Crohn podem pensar que estão sofrendo de retenção de líquido, e quando eles pressionam os braços, pernas, ou mãos, e as marcas durarem mais do que alguns segundos, eles estão com alguma inflamação e sensibilidade na pele, além da retenção de líquido que pode estar diretamente associada à doença de Crohn.

5. Pedras nos Rins

Se os intestinos estiverem com dificuldade em digerir os alimentos, pode significar que os rins estão tendo dificuldade em processar os minerais associados à esses alimentos. Isto pode incluir sal e cálcio, que vão fazer com que os rins desenvolvas diversas pedras que perduram por anos até que se tornam um problema crônico. Isto significa que alguns médicos podem tratar como uma condição crônica dos rins, ao sem imaginar que a fonte do problema seja a Doença de Crohn.

Diagnóstico e Prevenção

Uma vez que estes sintomas se manifestarem, consulte um médico imediatamente para que você obtenha o diagnóstico correto e previna futuras complicações. Estes sintomas requerem tratamento médico imediato:

  • Dor severa e prolongada no abdome
  • Movimentos intestinais com a presença de sangue
  • Diarreia prolongada por meses
  • Febre alta e prolongada

Se você optar por fazer uma visita ao médico, ele provavelmente vai realizar exames de sangue específicos que testam a Doença de Crohn para que seja verificado se os glóbulos brancos estão em um número excessivamente alto e se as contagens dos glóbulos vermelhos estão diminuindo substancialmente. A partir deste momento, o tratamento vai se iniciar de maneira a tornar a doença gerenciável e evitar que novos sintomas piorem. Isso pode incluir prescrições de anti-inflamatórios e antibióticos para combater qualquer bactéria que tenha sido detectada. Uma mudança geral em sua dieta com redução de fibras e ingestão mais saudável de alimentos ricos em minerais e vitaminas provavelmente também será uma recomendação de um nutricionista.

Fonte: https://www.apost.com/pt/blog/detectando-os-5-primeiros-sintomas-da-doenca-de-crohn/8506/?rd=n

Compartilhar
Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.