EULAR 2017 apresenta novos dados de tratamento de artrite psoriásica e espondilite anquilosante

0
39
  • Um dos maiores congressos internacionais de reumatologia foi palco para a apresentação de estudos de eficácia e segurança de Cosentyx® de longo prazo
  • 1 em cada cem brasileiros poderão manifestar a espondilite anquilosante12 e entre 6% e 42% das pessoas com psoríase pode manifestar a artrite psoriásica em algum momento17,18
  • Artrite psoriásica e espondilite anquilosante são doenças inflamatórias que causam dores constantes

Um dos maiores congressos de reumatologia do mundo, o Annual European Congress of Rheumatology da EULAR (Liga Europeia contra o Reumatismo) reúne as grandes novidades da reumatologia que poderão beneficiar os pacientes reumatológicos nos próximos anos, que podem beneficiar os pacientes reumáticos nos próximos anos. Em 2017, o congresso foi o palco da apresentação de novidades como os estudos que comprovam a melhora constante dos sinais e sintomas da artrite psoriásica e da espondilite anquilosante em até três anos após o início do tratamento com o Cosentyx® (secuquinumabe)1,2, um medicamento que já está disponível no Brasil.

Os dados do estudo MEASURE 1, apresentado neste último evento da EULAR, comprova que Cosentyx® consegue manter os benefícios do tratamento para espondilite anquilosante a longo prazo1. O fato proporciona esperança de mais qualidade vida aos pacientes que convivem com essa doença, que gera dores e perda de mobilidade e flexibilidade da coluna vertebral3. Também foi apresentada a análise dos estudos FUTURE 1 e FUTURE 2 comprovando que o medicamento também consegue aliviar as dores rapidamente e sustentar a eficácia por mais de 2 anos em pacientes com artrite psoriásica.2,4

“Os resultados dos estudos em artrite psoriásica indicam que a resposta ao tratamento já inicia logo nas primeiras semanas, e se mantem por período de até dois anos. A adesão ao tratamento tende a ser alta exatamente pelo fato da melhora clinica ser sustentada”, ressalta a reumatologista Dra. Sonia Maria Alvarenga Anti Loduca Lima, coordenadora da sub-comissão de artrite psoriásica da Sociedade Brasileira de Reumatologia, médica do Serviço de Reumatologia do Hospital Servidor Público Estadual de São Paulo (HSPE- SP) e professora de reumatologia da Faculdade de Medicina ABC (SP).

A artrite psoriásica causa inflamações em diversas partes do corpo que resultam em dor e rigidez nas articulações, psoríase na pele e nas unhas, dedos inchados, inchaço doloroso persistente dos tendões5. Esses pacientes, além de terem psoríase que causa inflamações e descamações na pele, muitas vezes sentem dores constantes por suas inflações nas articulações.

“Por serem doenças crônicas e que potencialmente podem levar à incapacidade temporária ou definitiva, a espondilite anquilosante e artrite psoriásica podem ser responsáveis pela queda na qualidade de vida.  Assim, o tratamento escolhido deve proporcionar alivio rápido dos sinais e sintomas e a longo prazo manter-se efetivo com poucos efeitos adversos”, conclui a especialista.

O 18º Annual European Congress of Rheumatology aconteceu durante a segunda semana de junho em Madri, Espanha. Além das apresentações dos estudos, o evento propicia uma interação global entre os maiores especialistas do mundo em reumatologia para encontrarem soluções.

Cosentyx® é o único tratamento para psoríase, artrite psoriásica e espondilite anquilosante aprovado no Brasil que consegue inibir a proteína IL-17A e já é utilizado em mais de 80.000 pacientes mundialmente.6

Sobre o MEASURE 1

MEASURE 1 é um estudo de dois anos multicêntrico, randomizado e de fase 3 para verificar a eficácia e a segurança do Cosentyx® em pacientes com espondilite anquilosante ativa. Ao todo, a pesquisa completou 156 semanas de análise com 260 pacientes1. Os resultados iniciais mostraram uma superioridade do Cosentyx® sobre o placebo na semana 16, alcançando pelo menos uma melhora de 20% no critério ASAS 207,8.

No MEASURE 1, 80% dos pacientes com espondilite anquilosante alcançaram uma resposta ASAS 20 (Assessment of Spondyloarthritis International Society response criteria) após 3 anos1. Esse resultado foi consistente com pesquisas prévias do estudo FUTURE 1 para artrite psoriásica, no qual o medicamento manteve a melhora nos sinais e sintomas da doença em aproximadamente 80% após 3 anos2.

Sobre o FUTURE 1 e FUTURE 2

FUTURE 1 é um estudo randomizado, duplo-cego, de comparação com placebo de fase 3 de Cosentyx® em pacientes com artrite psoriásica ativa. Um total de 476 pacientes completaram o teste inicial para demostrar a eficácia em 24 semanas e participarem da pesquisa do uso de Cosentyx® sobre segurança, tolerância e eficácia por até dois anos2, 9. Desses 476 pacientes, 457 participaram da extensão do estudo FUTURE1, com 435 completando 156 semanas.2

FUTURE 2 é um estudo randomizado, duplo-cego, de comparação com placebo fase em 397 pacientes com artrite psoriásica ativa para demostrar a eficácia de Cosentyx® 75 mg, 150 mg e 300 mg após avaliação prévia de 24 semanas para a participação de avaliação de eficácia, segurança e tolerância do estudo de até cinco anos.10,11

Os resultados mostram que quase todos os pacientes (99%) reportaram moderada a extrema dor ou desconforto antes de iniciar o tratamento para a artrite psoriásica4. Na semana 3, metade dos tratados com Cosentyx® mostraram melhora na dor em mais de 20%, medida por VAS (Visual Analogue Scale)4. Na quarta semana, a proporção de pacientes sem dor ou desconforto era maior para o Cosentyx® (15%) que o placebo (5%) e na semana 104 esse valor chegou a 28% para os pacientes com a terapêutica4.

Ambos estudos incluíram pacientes que nunca tinham utilizado terapias anti-TNF ou não tinham resposta adequada. Nos dois estudos, o objetivo principal era verificar a porcentagem de pacientes que alcançaram ACR 20, medida de, de resposta na semana 24. FUTURE 2 e a extensão do FUTURE 1 ainda estão sendo realizados apara investigar a resposta de Cosentyx® a longo prazo.9,10

Sobre a Espondilite Anquilosante

A espondilite anquilosante é uma doença reumatológica inflamatória crônica, que afeta a coluna vertebral e outras articulações, debilitando a vida do paciente e causando muitas dores. Se não tratada de forma efetiva, pode evoluir para perda irreversível dos movimentos causados pelos anos de inflamação.12, 13

No Brasil, estima-se que 1 em cada 100 indivíduos no mundo sofram com a espondilite anquilosante12. 20% a 40% dos pacientes com a doença tratados com terapia anti-TNFα (anti-Fator de Necrose Tumoral) não apresentam resposta satisfatória a este tratamento13. Segundo as novas recomendações do EULAR, medicamentos biológicos (não limitando a anti-TNF) deve ser considerados em pacientes com espondilite anquilosante que não respondem bem aos tratamentos convencionais.14

Até o momento, os agentes anti-TNF são as únicas opções de biológicos disponíveis no SUS. Já há tratamentos em que 80% dos pacientes com EA não apresentaram progressão da doença (radiográfica) na coluna vertebral, em 2 anos de avaliação15.

Para saber mais sobre a Espondilite Anquilosante, acesse: www.dornascostas.novartis.com.br

Sobre a Artrite Psoriásica

Artrite psoriásica é uma doença crônica, inflamatória, que afeta tanto as articulações quanto a pele. Tipicamente, é a junção de duas manifestações clínicas: a artrite (dor e inflamação nas articulações) e a psoríase (lesões descamativas na pele)16. Os seus sintomas incluem dor e rigidez nas articulações, psoríase na pele e nas unhas, dedos inchados, inchaço doloroso persistente dos tendões e danos irreversíveis nas articulações.16, 17,18

Cerca de 30% dos pacientes com psoríase desenvolvem artrite psoriásica e estima-se que uma em cada quatro pessoas com psoríase possam ter a doença não diagnosticada.17,18

Mesmo após estarem utilizando algum medicamento para a doença, há muito pacientes que continuam sofrendo. Entre 40-50% dos pacientes com artrite psoriásica estão insatisfeitos com o tratamento19 e apenas 25% dos pacientes com psoríase e/ou artrite psoriásica se encontram satisfeitos cm as terapias orais tradicionais20. De 30 a 46% dos pacientes descontinuaram o tratamento com medicamento anti-TNF durante o período de um ano.21, 22

O programa Bem-Estar é serviço de adesão ao tratamento, que oferece informações, acompanha o tratamento e disponibiliza serviços para melhorar a qualidade de vida para os pacientes. Entre em contato com a central de atendimento do Programa Bem-Estar por meio do telefone 0800-776-6300 e se informe!

Para saber mais sobre a doença, acesse: portal.novartis.com.br

Sobre Cosentyx® e a Interleucina-17A (IL-17A)

Cosentyx® é um anticorpo monoclonal totalmente humano que neutraliza seletivamente circulantes de IL-17A23. Os estudos sugerem que a IL-17A desempenha um papel importante na condução da resposta imune do corpo no tratamento da psoríase, artrite psoriásica e espondilite anquilosante24, 25,26.

Cosentyx® é o primeiro inibidor de IL-17A com resultados positivos em estudos de Fase III para EA, AP e Pso9, 10, 27, 28, 29, e já está aprovado na Europa e EUA para estas doenças. Além disso, mais de 50 países também aprovaram Cosentyx® para o tratamento da psoríase em placas moderada a grave, incluindo União Europeia, Japão, Suíça, Austrália, EUA e Canadá. Na Europa, é o único medicamento imunobiológico de primeira linha aprovado para o tratamento sistémico da psoríase em placas moderada a grave em doentes adultos. Nos EUA, Cosentyx® também está aprovado como um tratamento para a psoríase em placas moderada a grave em doentes adultos que são candidatos à terapia sistêmica ou fototerapia.

Sobre Novartis

A Novartis oferece soluções inovadoras em saúde que atendam às necessidades dos pacientes e da população. Com sede na Basileia, na Suíça, a Novartis conta com um diversificado portfólio de produtos para atender estas demandas: medicamentos inovadores, genéricos e biossimilares e cuidados com os olhos. A Novartis é a única empresa global com liderança nessas áreas. Em 2016, as operações do Grupo atingiram vendas líquidas de US$ 48,5 bilhões e cerca de US$ 9 bilhões foram investidos em pesquisa e desenvolvimento. As empresas do Grupo Novartis empregam aproximadamente 118.000 colaboradores. Os produtos Novartis estão presentes em aproximadamente 155 países ao redor do mundo. Para mais informações por favor veja o site www.novartis.com

  1. Baraliakos X et al. Secukinumab provides sustained improvements in the signs and symptoms of active ankylosing spondylitis: 3-year results from a phase 3 extension trial (MEASURE 1). Presented at the European League Against Rheumatism (EULAR) Annual Congress 2017. June 15, 2017.
  2. Mease PJ et al. Secukinumab Provides Sustained Improvements in the Signs and Symptoms of Active Psoriatic Arthritis through 3 Years: Efficacy and Safety Results from a Phase 3 Trial. Presented at the American College of Rheumatology 2016. Presentation number 961
  3. J Sieper et al. Ankylosing spondylitis: an overview. Ann Rheum Dis 2002;61(Suppl III):iii8–iii18
  4. McInnes IB et al. Secukinumab provides rapid and sustained pain relief in psoriatic arthritis: 2-year results from the FUTURE 2 study. Presented at the European League Against Rheumatism (EULAR) Annual Congress 2017. June 16, 2017.
  5. Mease PJ, Armstrong AW. Managing patients with psoriatic disease: the diagnosis and pharmacologic treatment of psoriatic arthritis in patients with psoriasis. Drugs. 2014; 74:423-441.
  6. Novartis. Data on file. March 2017
  7. Baeten D et al. Secukinumab, interleukin-17A inhibition in ankylosing spondylitis. N Engl J Med. 2015; 373:2534-48.
  8. Braun J et al. Effect of secukinumab on clinical and radiographic outcomes in ankylosing spondylitis: 2-year results from the randomised phase III MEASURE 1 study. Ann Rheum Dis 2016;doi: 10.1136/annrheumdis-2016-209730
  9. Mease PJ et al. Secukinumab inhibition of interleukin-17A in patients with psoriatic arthritis. N Engl J Med. 2015; 373(14):1329-39
  10. McInnes IB et al. Secukinumab, a human anti-interleukin-17A monoclonal antibody, in patients with psoriatic arthritis (FUTURE 2): a randomised, double-blind, placebo-controlled, phase 3 trial. The Lancet. 2015; 386(9999):1137-1146.
  11. ClinicalTrials.gov. Efficacy at 24 Weeks With Long Term Safety, Tolerability and Efficacy up to 5 Years of Secukinumab in Patients of Active Psoriatic Arthritis (FUTURE 2). Available at: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT01752634?term=NCT01752634&rank=1. Last accessed May 2017
  12. Sociedade Brasileira de Reumatologia. Espondilite Anquilosante. Disponível em: http://www.reumatologia.com.br/PDFs/Cartilha_Espondilite_Anquilosante.pdf. Acesso em: março de 2015
  13. Dougados M, Baeten D. Spondyloarthritis. Lancet. 2011 Jun 18;377(9783):2127-37.
  14. van der Heijde D, Ramiro S, Landewé R et al. 2016 update of the ASAS-EULAR management recommendations for axial spondyloarthritis. Ann Rheum Dis. 2017 Jan 13.
  15. Braun J, Baraliakos X, Deodhar A, et al. Effect of secukinumab on clinical and radiographic outcomes in ankylosing spondylitis: 2-year results from the randomised phase III MEASURE 1 study. Ann Rheum Dis. 2016 Dec 13.
  16. American College of Rheumatology. Psoriatic Arthritis. Disponível em: http://www.rheumatology.org/I-Am-A/Patient-Caregiver/Diseases-Conditions/Psoriatic-Arthritis. Acesso em: novembro de 2015
  17. PR Newswire. Press release: Nearly one in four people with psoriasis may have undiagnosed psoriatic arthritis according to a recent study from the National Psoriasis Foundation. Disponível em: http://www.prnewswire.com/news-releases/nearly-one-in-four-people-with-psoriasis-may-have-undiagnosed-psoriatic-arthritis-according-to-a-recent-study-from-the-national-psoriasis-foundation-131595923.html. Acesso em: outubro de 2015.
  18. AliceGottlieb et al.  Guidelines of care for the management of psoriasis and psoriatic arthritis: Section 2. Psoriatic arthritis: Overview and guidelines of care for treatment with an emphasis on the biologics. Journal of the American Academy of Dermatology. Volume 58, Issue 5, May 2008, Pages 851-864.
  19. Armstrong AW, Robertson AD, Wu J, et al. Undertreatment, treatment trends, and treatment dissatisfaction among patients with psoriasis and psoriatic arthritis in the United States: findings from the National Psoriasis Foundation surveys, 2003-2011. JAMA Dermatol. 2013 Oct;149(10):1180-5
  20. Lebwohl MG, Bachelez H, Barker J et al. (2014). Patient perspectives in the management of psoriasis: results from the population‐based Multinational Assessment of Psoriasis and Psoriatic Arthritis Survey. J Am Acad Dermatol, 70(5), 871‐881.
  21. Bonafede M, Fox KM, Watson Cet al. Treatment patterns in the first year after initiating tumor necrosis factor blockers in real‐world settings. Adv Ther. 2012 Aug;29(8):664-74.
  22. Zhang HF, Gauthier G, Hiscock R et al. Treatment patterns in psoriatic arthritis patients newly initiated on oral nonbiologic or biologic disease‐modifying antirheumatic drugs. Arthritis Res Ther. 2014 Aug 22;16(4):420
  23. Bula de Cosentyx® para profissional de saúde. VPS2, aprovada pela ANVISA em 30/05/2016.
  24. Mease PJ. Inhibition of interleukin-17, interleukin-23 and the TH17 cell pathway in the treatment of psoriatic arthritis and psoriasis. Curr Opin Rheumatol. 2015 Mar;27(2):127-33.
  25. Baeten DL, Kuchroo VK. How Cytokine networks fuel inflammation: Interleukin-17 and a tale of two autoimmune diseases. Nat Med. 2013 Jul;19(7):824-5. 34.
  26. Kirkham BW, Kavanaugh A, Reich K. Interleukin-17A: a unique pathway in immune-mediated diseases: psoriasis, psoriatic arthritis and rheumatoid arthritis. Immunology. 2014; 141:133-142.
  27. Baeten D et al. Secukinumab, an Interleukin-17A Inhibitor, in Ankylosing Spondylitis. N Engl J Med. 2015 Dec 24;373(26):2534-48. 32.
  28. Langley RG et al. Secukinumab in plaque psoriasis–results of two phase 3 trials. N Engl J Med. 2014 Jul 24;371(4):326-38
Compartilhar
Aprendiz de Blogueira, moderadora do Grupo EncontrAR e Blog Artrite Reumatoide, CDC na Web, auxiliar técnica em informática, inspirada em poesia e arte, escritora, dedico grande parte do meu tempo útil em auxilio e direitos dos paciente, sou paciente de Artrite reumatoide há 6 anos, moro em Florianópolis.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta